"EL EMPLEO": UMA CRÍTICA SOBRE O MUNDO DO TRABALHO - Por BRAITNE JÁCOME*

Em mais uma sessão do projeto Cinema na Escola e dessa vez com a exibição do curta metragem "El Empleo" (O emprego) ele é um curta-metragem argentino muito famoso, ganhador de diversos prêmios pelo mundo, feito em 2008 e com direção de Santiago Bou Grasso. A animação trata de maneira impactante sobre trabalho. A ideia e a história foram de Patrício Plaza, roteirista e produtor desse curta maravilhoso que, com menos de 7 minutos, consegue “sacudir” muito bem a conceito comum de trabalho. O curta foi exibido em dois dias para as turmas do 2 Ano do Centro de Ensino Estado do Ceará, na ocasião foi apresentado a visão dos bolsistas em relação ao trabalho e dentre outras coisas que eles falaram por eles, deram o  significado da palavra "trabalho", partindo de sua origem etimológica - do latim 'tripalium', que significa 'instrumento de tortura', formado por três estacas. Logo após foi exibido o vídeo e os alunos muito atentos observaram e anotaram o que lhes chamou atenção durante o vídeo, dando continuidade a ação,  lhes foi pedido que dessem sua visão do video e do conceito de trabalho, muito foi falado da forma sarcástica que o vídeo em muitas vezes trata o trabalhor, como deu o exemplo a aluna Amando do 2 Ano C

 

- O cara só era o peso do elevador porque ele é "gordinho", então ele só tem essa serventia no mundo do trabalho, acho isso muito errado

 

Também foi falado da expressão de conformidade e fria dos personagens, e como eles já estavam tão acostumados a serem usados  que nem se importavam de subir nas costas dos "homens-taxis" e se deslocassem para o trabalho onde deveriam descer até o chão"literalmente" como "homens-tapetes". e é o que acontece no mundo do trabalho hoje em dia, muitos gerentes de lojas e industrias não se importam com o elemento humano no campo do trabalho, e isso vem desde a Revolução Industrial como podemos observar em outro filme o "Tempos Modernos" onde o  Personagem de Chaplin por vezes se atrapalha com a maquina e só então quando ele se adapta ao funcionamento dela, a produção acontece de forma mais tranquila e ordenada é o que a Filosofa Hannah Arendt vai chamar de animal laborans em sua obra Condição Humana onde o homem está sempre se adaptando as maquinas e não adaptando a maquina a ele. dessa forma o processo de desgaste é muito maior

“El empleo” permite tantas reflexões, que é capaz de atingir, de forma angustiante, a nossa percepção mais profunda sobre o trabalho. O curta é um exemplo doloroso e, nem por isso, longe da realidade do cenário social, que abriga milhões de pessoas em busca de emprego, de salários melhores, de valorização e satisfação profissional. Com maestria, o curta ilustra muito bem a relação Homem x Trabalho e reflete um olhar do Homem como um mero objeto, sem um gota de piedade. Basta assisti-lo uma única vez para ter certeza que a sua visão de trabalho não será mais aquela proferida por Benjamin Franklin e que até hoje sobrevive como verdade - "O trabalho dignifica o homem". Até que ponto ele dignifica o homem?

 

 

*Academico de Ciencias Humanas/Sociologia - UFMA - BACABAL

Foto: Reprodução do curta.

Tópico: "EL EMPLEO": UMA CRÍTICA SOBRE O MUNDO DO TRABALHO - Por BRAITNE JÁCOME*

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!